Logo
 
Bahia, sexta-feira, 15 de outubro de 2021
INTERNET SEGURA
TWITTER CARLOS GEILSON
OUÇA JORNAL TRANSAMÉRICA
BAN UNITÉCNICA
Central de Polícia
 
 
PrintImprimir | Enviado por Carlos Geilson - 26.8.2021 | 16h40
 
Esporte

Vitória não recolhe FGTS de funcionários desde 2019

O Vitória possui pendências no recolhimento do FTGS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) seus colaboradores. Segundo apurou o Bahia Notícias, o clube não deposita os valores desde 2019. O débito se iniciou ainda no fim da gestão de Ricardo David, que deixou o clube em abril e aumentou consideravelmente no mandato de Paulo Carneiro. Ele está na presidência da agremiação desde o fim de abril de 2019. O débito total é de cerca R$ 1,5 milhão. Essa dívida não contabiliza atletas, somente funcionários. 

 
Funcionários e ex-funcionários, que optaram em não terem seus nomes expostos, confirmaram a informação.  O não pagamento do FGTS pode gerar multa ao Vitória. O clube também corre o risco de ser excluído do Profut. Esse programa concede parcelamento de impostos devidos à União em até 20 anos, além de reduzir 70% das multas, 40% dos juros e 100% dos encargos legais. 
 
 
O Bahia Notícias procurou Paulo Carneiro, presidente do Vitória, para dar a sua versão, mas não obteve sucesso até o fechamento da matéria. 
 
Em relação aos meses de maio, junho, julho e agosto deste ano, o Vitória está dentro da lei, já que uma Medida Provisória (MP 1046/2021) decretada pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 27 de abril permite ao empregador a possibilidade de suspender o recolhimento do FGTS em razão da crise financeira por conta da pandemia do coronavírus.
 
Separador
Página Inicial
Perfil
Adicionar a Favoritos
Busca
Links
 
Histórico
2021
Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out |
2020
Jan | Fev | Mar | Abr | Mai | Jun | Jul | Ago | Set | Out | Nov | Dez |